Porquê não adicionar osso moído como fonte de cálcio/fósforo?

Uma grande quantidade de fósforo vem da própria carne e, apesar do osso moído, como fonte de cálcio, é financeiramente atraente, optamos por uma mistura de minerais inorgânicos de cálcio/fósforo pelo interesse da saúde ao longo de toda a vida dos cães. Isso assegura o equilíbrio e absorção de cálcio/fósforo no alimento e, como resultado, uma disponibilidade biológica de acordo com as necessidades diárias tanto dos cachorrinhos como dos cães adultos.

O equilíbrio de cálcio/fósforo no osso sempre é difícil de ser determinado, e ainda mais quando se inclui osso moído na refeição. Há uma razão porquê os lobos não mastigam/roem/comem os osso até que o estômago esteja novamente quase vazio. Os lobos roem ossos após a sua refeição e nunca durante.

Para liberar o cálcio do osso, o nível de pH (grau de acidez) no estômago precisa estar baixo de maneira que o cálcio no osso possa ser dissolvido pelo suco gástrico. Somente então que o cálcio (e o fósforo) pode ser absorvido no canal intestinal e estará disponível para o metabolismo.

Quando uma refeição completa estiver no estômago, o nível de pH no estômago é tão alto que o cálcio do osso não dissolve ou dissolve incompletamente, tornando a disponibilidade de cálcio e fósforo desta fonte um fator incerto.

Por isso que escolhemos não utilizar osso moído no Farm Food; enfim, a comida é o principal fator diário recorrente relacionado à saúde de seu cão.

Um osso de couro cru Farm Food Rawhide ou de chifre Farm Food Antler (feito de chifres naturalmente perdidos de veado vermelho) de vez em quando está bem, mas somente após a refeição.