Farm Food Rawhide – Garantia

Posição da Farm Food B.V.
relativa à menção negativa do rawhide
no Facebook e na internet.

Há anos estão sendo divulgados relatos pelo Facebook e todos os tipos de websites (principalmente americanas) sobre os métodos de produção nocivos usados para produzir mastigadores de cães, considerando todos os mastigadores de cães como sendo “rawhide” – pele crua.

Embora os consideramos predominantemente como alarmismos (com nenhuma base fatual), certamente entendemos as potenciais preocupações do consumidor, sendo este o motivo pelo qual gostaríamos de lhe dar alguma informação sobre a qualidade do nosso Farm Food Rawhide.

Existem vários tipos de mastigadores de cães disponíveis, de diversas qualidades, que são produzidos por pele (geralmente referidos como rawhide).  Muitos são feitos por pele curtida (também conhecida como pele de couro). Desde 1996, a Farm Food vendeu apenas mastigadores de cães produzidos a partir de tecidos subcutâneos. Não usamos nenhuma pele de couro na produção dos nossos mastigadores de cães.

Sabemos que, em alguns países, é usada uma série de diversos químicos para preservar peles antes de passarem para a produção de mastigadores de cães.  Este tipo de preservação é necessária porque muitas vezes as peles passam bastante tempo em trânsito até chegarem à instalação de produção.  Estes países estão situados principalmente no Extremo Oriente.  São usados também vários químicos para remover os pelos das peles.

A Farm Food não usa estes químicos (que, na maioria dos casos, são sais metálicos). Estamos bem conscientes dos efeitos negativos que podem ter na saúde dos cães.  Os tecidos subcutâneos são fornecidos frescos na nossa instalação de produção, o que torna o uso de tais químicos desnecessário.

Além disso, o tecido subcutâneo já foi removido da pele de couro quando o recebemos, portanto, o tecido subcutâneo nunca entra em contato com os tipos de químicos usados para remover os pelos das peles.

Testamos regularmente os nossos produtos para arsênico, chumbo e mercúrio, entre outros.  Estes sãos os metais que, em geral, são mais comumente encontrados em sais metálicos usados na preservação.

O mesmo tecido subcutâneo que usamos para os nossos mastigadores de cães é composto por colágeno e é usado também na indústria de serviço de alimentos para produzir gelatina. Gelatina tem uma vasta gama de aplicações, inclusive em refrigerantes, balas (gomas do vinho), sopas e pudins, mas é também comumente usada nos revestimentos das cápsulas de medicamentos. O último, na nossa opinião, representa uma boa imagem da qualidade do rawhide que trabalhamos.  Se há um setor que realmente regula bem os seus ingredientes, é a indústria farmacêutica!

Um artigo que está (atualmente) sendo divulgado pelo Facebook se refere à peles que foram branqueadas com cloro e peróxido de hidrogênio.  Na realidade, o branqueamento de peles com peróxido de hidrogênio exigiria concentrações extremamente altas (até 10%).  O tecido subcutâneo que usamos para o nosso Rawhide tem uma cor natural branco-creme e não é branqueado. Usamos, entretanto, baixas concentrações de peróxido de hidrogênio (menos de 3%) para eliminar qualquer bactéria persistente.  Esta concentração não é perigosa e é eliminada por lavagem com água como parte do processo de produção.   Durante o processo de lavagem, o peróxido de hidrogênio é completamente quebrado em água (H2O) e oxigênio (O2). Os nossos próprios corpos até criam as mesmas concentrações de peróxido de hidrogênio neles mesmos.

O tecido subcutâneo mantém a sua cor branco-creme no decorrer do processo de produção.  Não usamos tingimentos para esconder imperfeições, como manchas ou descoloração.  O Rawhide é um produto natural, o que significa que as vezes não se tornará branco brilhante.  O que você vê é o que você recebe.

Houve também relatos de que foi usada cola na produção do rawhide.  Nunca usamos cola no nosso processo de produção.  É claro que não podemos falar por outros produtos do rawhide.  O tecido subcutâneo é auto adesivo, graças ao processo de secagem e ao fato de ser feito de colágeno, de modo que mantém a sua forma ao secar.  A cola é simplesmente desnecessária.

O nosso rawhide usado é proveniente da América do Sul, mas nos últimos anos temos um acordo de produção com um fornecedor turco, que visitamos regularmente para garantir a qualidade.

Muitos mastigadores de cães são provenientes da Ásia (principalmente da China, Tailândia e Índia).  A qualidade dos mastigadores de cães produzidos nestes países deixam geralmente muito a desejar e o processo de produção é difícil de monitorar.  É por isto que ficamos longe dos mastigadores de cães produzidos nestes países.

Um artigo em particular tem sido divulgado no Facebook e na internet há vários anos, e foi provavelmente o impulsionador por trás de um segmento dirigido pelo programa televisivo holandês denominado “Keuringsdienst van Waarde – Serviço de Controle da Validação” em 2014. Gerrit de Weerd, diretor e proprietário do Farm Food, deu uma contribuição realmente útil ao programa quando foi abordado pelos produtores dos shows.  O artigo que nos referimos foi apresentado claramente no programa.

Encontrará abaixo um link do programa.

http://keuringsdienstvanwaarde.kro.nl/seizoenen/2014/30-132475-02-10-2014

(A entrevista com o Gerrit de Weerd começa no marcador de 22 minutos e 5 segundos).

Você está certamente ciente de que a qualidade pode variar tremendamente quando se trata de mastigadores de cães disponíveis no mercado atual.  Infelizmente, todos os nossos mastigadores de cães são geralmente agrupados como sendo todos “Rawhide”, o que não achamos correto.

Esperamos que esta explicação tenha atenuado um pouco as suas preocupações e atue como um contrapeso do “alarmismo” que está percorrendo a internet.

Caso tenha alguma dúvida após esta leitura, poderá, é claro, entrar em contato conosco.  Teremos o maior prazer em lhe ajudar.  Caso queira receber esta explicação digitalmente, por favor, entre em contato conosco.  Ficaremos felizes em lhe enviar o documento.

Em nome da equipe da Farm Food,

Atenciosamente,
Maarten de Weerd, M.Sc.
Gerente de Qualidade e Nutricionista

Print Friendly, PDF & Email